Portal Open
Doutor W
   
  » Colunas > Ortodontia e Ortopedia Dento-Facial
  Untitled Document
»  Prof. Dr. J. Eduardo Pires Mendes
Ortodontia e Ortopedia Dento-Facial
Artigos
Quem é ?
Contato
Untitled Document

José Eduardo Pires Mendes nasceu na cidade de Avaré, no interior de São Paulo, no dia 31 de dezembro de 1934, em pleno Reveillon.

Aos 18 anos, por influência de um amigo de infância, e por desejar seguir a vontade dos pais, decidiu cursar a Faculdade de Odontologia de Araraquara, formando-se em 1957.

No ano seguinte, em 1958, seguiu para São Paulo, onde abriu seu consultório e se casou com sua colega de curso, pouco antes de seu aniversário. Atuou como clínico geral e sua esposa, Beatriz, como odontopediatra. Permaneceu assim por dez anos.

Casualmente seu caminho o levou a uma demonstração de como fazer-se um “mantedor de espaço”, como ele mesmo gosta de definir. Foi quando o Dr. Leo Soares de Azevedo, responsável por toda uma geração de ortodontistas, tomou-o pela mão e abriu a grande porta sua vida - a Ortodontia. Em seguida, estagiou com o Prof. Interlandi, que lhe abriu outras portas, apresentando novos horizontes.

Convidado pelo Dr. Paulo Affonso de Freitas e levado pelo Dr. Cesário Machado, alistou-se em um pequeno e valoroso exército – a Sociedade Paulista de Ortodontia do Dr. Jairo Correa, onde chegou a pertencer à diretoria.

E continuou avançando. Em 1970, a convite do Dr. Quentin Ringenberg, Dr. José Eduardo Pires Mendes freqüentou um curso de Edgewise na Saint Louis University e, em 1973, outro na Tweed Foundation, no próprio consultório do Dr. Charles Tweed.

Em 1974 conheceu o Dr. Robert Ricketts e então seguiram-se muitos outros cursos e participações com ele, na filosofia que incorporou definitivamente em sua vida.

No ano de 1975, nos EUA, conheceu o Dr. Michel Langlade, com quem mantém uma sólida amizade que dura até hoje.

Com o passar do tempo e de uma série de experiências pessoais e profissionais, descobriu uma vocação: não propriamente ensinar, mas ajudar outros a aprender. Essa descoberta foi resultado direto de sua experiência com um grupo de colegas, dentre eles Clovis Teixeira, Weber Tamburus, Evaldo Buischi, Oscar dos Santos, Gilberto Corteze e Boris Grimberg, com os quais formou um grupo de estudo primeiramente chamado BR-5, e depois Centro de Estudos de Ricketts, sendo ministrados mais de 70 cursos sobre a Terapia Bioprogressiva de Ricketts.

Em 2005, aos 70 anos, foi convidado por seu amigo e colega de turma, Dr. Emil Adib Razuk, presidente do CRO-SP, a falar no Memorial da América Latina em nome de todos os Cirurgiões-Dentistas Remidos do Estado de São Paulo.

Entre um Reveillon e outro viveu muitas vidas, e gosta de lembrar “tive muitos mestres e fiz muitos amigos – e a todos devo”.  

 
 
voltar  
 
@wwow.com.br
Copyright© 2005-2008
Todos os direitos reservados à Eyeshot

O que é isso?